quarta-feira, 2 de julho de 2008

Pluralidade é aposta da festa de Paraty desse ano

ESPECIAL FLIP


Nessa sexta edição da Festa Literária de Paraty, o objetivo é a pluralidade cultural. Temas como psicanálise, jornalismo, história, musica e cinema serão misturados ao caráter do evento. “Nosso foco é sempre literário, porém, vemos que este diálogo com outros campos enriquece a literatura e a favorece”, explicou o diretor de programação Flávio Moura.

“Nosso norte e maior prioridade era trazer grandes nomes da literatura mundial como nos anos anteriores. Pessoas de calibre incontestável como Tom Stoppard ou Cees Nooteboom, autores de trajetórias exemplares”, acrescentou.

Para esse evento, a Flip trará participação inédita de nomes da Alemanha (Ingo Schulze) e da Itália (Alessandro Baricco). O alemão estará na mesa “Formas Breves” com Modesto Carone e Rodrigo Neves, na sexta, e o italiano na “Fábulas Italianas”, que ainda terá a presença de Contardo Calligaris, no sábado.

Os encontros inusitados, segundo Moura, ficam com duas mesas. “A Mão e a Luva”, que contará com a presença do quadrinista inglês Neil Gaiman e o escritor e roterista norte-americano Richard Price. A outra é “Guerra e Paz” que discutirá a literatura africana e terá como participante a autora de “Meio Sol Amarelo”, Ngozi Adichie e sua visão política do continente e o angolano Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos, conhecido por Pepetela. Ambas as mesas acontecem no sábado.

Outra atração é a pré-estréia do filme argentino “A Mulher Sem Cabeça” (La Mujer Sin Cabeza) da cineasta Lucrecia Martel. O longa fala das angústias de uma mulher que atropela um cachorro. A exibição será feita na mostra “Flip Etc”.

A programação completa está no site http://www.flip.org.br/.

foto: Adilson Jorge

Um comentário:

Pablo Ricardo (Dexter) disse...

Paraty!!! Um dia estarei lá com algum livro meu publicado !

Parabéns pelo blog. Apesar do quase plágio da globo!!rsrsrsrsrs