quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Aposentadoria precoce de uma lenda

MATÉRIA ESPECIAL - TÊNIS
.

A suíça Martina Hingis anunciou em uma entrevista coletiva a sua aposentadoria


A tenista suíça Martina Hingis anunciou hoje que vai pendurar as raquetes. A ex-número 1 do mundo, de 27 anos, fez o anúncio em uma entrevista coletiva na cidade de Zurique, capital da Suíça. A decisão foi tomada devido as dificuldades para se recuperar das seguidas lesões que vem sofrendo e a suspeita de doping por cocaína.
.
"Eu achei esta acusação tão horrenda que eu decidi confrontá-la em público", disse na entrevista. "Minha arma no tênis foi sempre o meu jogo, a ingenuidade na quadra, e meu prazer em jogar", argumentou. "O motivo da aposentadoria é porque eu não quero travar uma briga com as autoridades do antidoping", afirma a tenista.
.
Nascida em 30 de setembro de 1980, Hingis se tornou profissional em 1994, com apenas 14 anos de idade. Em pouco tempo, surpreendeu o mundo ao começar a conquistar os principais torneios do mundo com 16 anos de idade, entre eles o tradicionalíssimo torneio de Wimbledon. Logo em março de 1997, ela se tornou a mais jovem número 1 do ranking de todos os tempos.
.
No total, Martina foi considerada a melhor tenista do mundo por um total de 209 semanas (!), a quarta melhor marca da história, e possui um invejável currículo de 45 títulos de torneios de simples, e outros 38 em torneios de duplas.
.
No ano de 2002, contusões nos ligamentos de ambos os tornozelos e uma série de cirurgias forçaram a suíça a anunciar seu retiramento das quadras, com apenas 22 anos. Uma fracassada tentativa de retorno em fevereiro de 2005 fez com que ela declarasse não ter planos para uma volta aos torneios. Porém, em novembro do mesmo ano, Hingis voltou atrás na sua decisão e anunciou sua volta ao Circuito Mundial Feminino de Tênis para o ano seguinte.
.

Martina em ação no US Open, em 2002

A volta foi surpreendente! A suiça derrotou ao longo do ano tenistas de alto nível, como Maria Sharapova, Elena Dementieva, Lindsay Davenport e Venus Williams, e venceu dois torneios na temporada, fechando o ano em sétimo lugar no ranking. Neste ano, Hingis conquistou o título do Torneio de Tóquio, ao derrotar na final Ana Ivanovic. Entretanto, as recentes contusões voltaram a atrapalhar a tenista, que optou por se aposentar precocemente pela segunda vez na carreira.

A partir de hoje, Martina Hingis é mais uma lenda do esporte que, infelizmente, só vai poder ser vista em ação por arquivos de vídeos. Mas quem sabe ainda não há tempo para um novo retorno? De qualquer maneira, o tênis agradece aos excelentes serviços prestados por uma das maiores jogadoras de todos os tempos.

foto 1: Reuters
foto 2: http://images.supersport.co.za

3 comentários:

young vapire luke lestat news disse...

Não é precoce a aposentadoria da moça.
Ela perdeu o rumo no caminho da fama , isso infelimente acontece com alguns grandes atletas.
Ela se retirou no momento certo emquanto restou-lhe um pouco de dignidade


[]s L.Sakssida

Raoni Frizzo disse...

Digo que é precoce em termos de idade, pois a Martina em forma ainda tem muito o que mostrar ao mundo do tênis. Técnica e talento pra isso ela ainda tem de sobra.

Ela não é velha, mas é muito experiente, porque estreou cedo demais, aos 14 anos. Mas acho que ela poderia jogar até uns 32, 33 em um bom nível. Exemplo disso é a Steffi Graff, que quase aos 40 era uma das melhores do mundo.

Obrigado pelo comentário e pela visita, abraços!

Raoni

Angelo Sumita disse...

É uma perda para o tênis mundial... tomou o mesmo rumo do Maradona...

Mas como o colega acima disse, se retirou no momento que ainda lhe resta um pouco de dignidade!

Vamos ver agora a nossa atleta Rebeca Gusmão que rumo tomará...

Abraços e achei interessante a sátira com outro jornal... ^^