domingo, 17 de fevereiro de 2008

Tropa realmente de Elite

CINEMA

O diretor Padilha e a atriz Maria Ribeiro posam para fotos com o troféu


Depois de ser acusado de ser “fascista” pela revista americana “Variety” e de fazer apologia à tortura pelo jornal francês “Le Monde”, o filme dirigido por José Padilha surpreendeu a todos e ganhou o Urso de Ouro de melhor filme do 58º Festival de Cinema de Berlim. “Tropa de Elite” é o segundo brasileiro a conseguir o prêmio; o primeiro foi Central do Brasil, em 1998, que concorreu ainda ao Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira e Fernanda Montenegro, a primeira a ser indicada ao prêmio de Melhor Atriz.

“Tropa de Elite” concorria com o filme “Sangue Negro”, o grande favorito ao Oscar desse ano. Padilha disse horas antes de ser anunciado o prêmio que suas expectativas eram nulas. Quando o diretor subiu no palco, cumprimentou todos os jurados e disse emocionado: "Muito obrigado! Thank you! Danke! [obrigado em alemão]”. É difícil expressar sentimentos em qualquer língua”.

Na primeira exibição em Berlim, a cópia do filme usada teve problemas de legenda e os telespectadores assistiram boa parte do longa com tradução simultânea. Além disso, o filme perdeu sua magia, pois as famosas expressões “Pede para sair” e “Seu fanfarrão” foram mal traduzidas para o inglês.

Entre as boas críticas ao filme de Padilha, estão os artigos da revista inglesa “Screen” e dos jornais “Der Tagesspiegel” e “Berliner Zeitung”, ambos da Alemanha. O presidente do júri do Festival, o cineasta grego Constantin Costa-Gavras disse que o filme brasileiro teve “completa aceitação por todos os jurados, esses que discutiram cada filme e cada detalhe dos filmes”. Costa-Gravras ainda recebeu um elogio de José Padilha em seu agradecimento. “É um grande herói para todos na América Latina, por todos os filmes que fez”.

Marcos Prado, sócio de Padilha e produtor do filme, também agradeceu o prêmio e disse que Padilha fez "o melhor filme do mundo sobre a corrupção da polícia". Ainda segundo ele, o filme que atraiu 2,4 milhões de espectadores aos cinemas, fora o número incalculável que assistiu em cópias piratas, representa a realidade brasileira. É, mostra que o Brasil tem muito que melhorar.

12 comentários:

capinaremos@gmail.com (Marcos) disse...

Devo ser o único brasileiro que não assistiu essefilme, mas, pelas proporções que ele já atingiu, com certeza é um filme excelente.

Fernando Assad disse...

Oi,

Realmente o Tropa de Elite mereceu ganhar esse prêmio, e merecia concorrer ao Oscar também. Foi muita injustiça, mas espero que no futuro as coisas mudem de verdade.

Até!
http://novelodigital.blogspot.com

LoS FanFarOeS disse...

poww!!! totalmente merecidoo!!! o terceiro melhor filme brasileiro q eu jah vi!! perde apenas para central do brasil e olga....
mtu bom mesmo!!!

Jonathan Alves disse...

Mais que merecido, um filme que deichou jarões populares automatico, mexeu com um pais!!!

www.k4osss.blogspot.com

Diego Rodrigo disse...

Sem duvida alguma Tropa de Elite foi o filme do ano! E vai continuar sendo por algum tempo.
O filme é mto bom!
não sei pq criticaram muito ele lá fora!
vai saber né!

Parabéns José Padilha!

MariH disse...

Apesar de não gostar de Tropa de Elite . Achei merecido , pois ele mostra a realidade , e poucos filmes faz isso

Liipe Coura disse...

Marcos eu também num vii =D Nem meu pai!!

MAs gosto das frases e das músicas, eu sou be dessa notícia horas antes de ler , porque minha irmã me contou hoje...

Julian jk mP Patrick disse...

Agora o bicho vai pegar.......

Evandro Cruz disse...

MUITO BOM!!!!

O Brasil sendo bem representado

SouMusic disse...

Esse filme foi realmente bem feito...
É uma pena q esse tipo de coisa exista... mas q foi "bem" apresentado... iss foi!

Vlw!!

http://jukeboxmix.blogspot.com

Everaldo Ygor disse...

OLá...
ótimo post...
Incrivel, esse filme ainda vai ganhar muitos premios...
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/

Clarissa disse...

Pois eu nunca esperava que um filme que tivesse tantas nuances (mais que Cidade de Deus) locais, com coisas bem típicas que ao meu ver só o brasileiro entende, o 'famoso' jeitinho, fosse ganhar o prêmio. Mas não seja por isso. ele é muito bem-vindo.
Abraços!