domingo, 16 de dezembro de 2007

Festa em Milão e do Oiapoque ao Chuí

MUNDIAL DE CLUBES


Quando o técnico do Boca Juniors declarou na sexta que sabia “parar” o Milan, ele estava delirando. Sem dúvidas. A confirmação disso: um espetáculo rossonero que rendeu o Mundial de Clubes para o time italiano mais brasileiro, vitória por 4 a 2, com dois gols de Inzaghi, um de Nesta e outro de Kaká. Agora, o Milan pode comemorar o inédito quarto título mundial e, num bom italiano, dizer “Siamo i migliori di tutto il mondo!”.

O jogo no Japão fechou um ano de conquistas para o time de Milão. Campeão da Liga e da Supercopa Européias, o time de Kaká é agora o clube com maior número de títulos internacionais. Com o de hoje, somam-se 18. Felicidade para o aniversário de 108 anos do rubro-negro italiano.

“Que o Milan tem mais time que o Boca Juniors já era sabido”, diz Juca Kfouri em seu blog. Tido como uma revanche da final de 2003, quando o Boca ganhou o título mundial nos pênaltis, Kaká, na entrevista ao final da partida, declarou que não pensava assim, mas sim em coroar sua melhor fase da carreira. “Foi um ano muito bom para o Milan e para mim”, disse.

UM GOSTINHO BRASILEIRO

Com oito brasileiros, o Milan teve como combustível a rivalidade Brasil-Argentina. Dida, Cafu, Serginho, Emerson, Kaká, Digão, Ronaldo e Alexandre Pato eram o Brasil na decisão. “Com tantos brasileiros, não poderia deixar de ser”, reconheceu Kaká, que levou ainda a “Bola de Ouro” como o melhor jogador do torneio e um carro por ter sido o melhor da partida desse domingo.
.
Pela primeira vez, porém, um clube brasileiro não será campeão mundial de clubes em competição organizada pela FIFA. Na primeira vez, o Corinthians levou o título nos pênaltis sobre o Vasco, em 2000, e nos dois últimos anos deu Internacional e São Paulo.
.
FAZENDO HISTÓRIA

Kaká agora se iguala a Van Basten. Em 1989, defendendo o Milan, o holandês ganhou a Bola de Ouro, Liga dos Campeões e o Mundial. A festa para Kaká, porém, só se completará no anúncio da FIFA de quem leva o título de melhor jogador do ano. O meio-campista prefere não falar em favoritismo, mas para nós brasileiros já é uma coisa certa. A “Bola de Prata” do Mundial foi para outro milanista, o holandês Clarence Seedorf, enquanto o terceiro melhor foi o atacante Rodrigo Palacio, do derrotado Boca Juniors.

Parece notícia repetida: o Kaká foi o principal jogador do Milan. Fez um gol e deu passe para outros dois. Ninguém discorda que o time joga em função do brasileiro. Praticamente todas as jogadas passaram pelo brasileiro. Falando-se do considerado melhor jogador da atualidade, nada mais óbvio.
.
O QUE ROLA LÁ FORA

OLÉ - Argentina

Não são nenhuns tontos esses italianos. Jogam bem e sério. No arranque foram muito parecidos [Milan e Boca], porém no final eram claras as diferenças entre ambos. Kaká é o dono da bola. Não se considera o melhor do mundo, meteu um gol na final e foi a figura principal. Elogiou o Boca e também Palacio. Ah, e disse “para mim o futebol é um divertimento”.


LA GAZZETTA DELLO SPORT - Itália

O mundo aos pés de Kaká. Todos aos pés do Milan. Pela quarta vez campeão do Mundo. Kaká mais uma vez intérprete de uma garra suntuosa que aumenta sua grandeza. O império e uma experiência contra os quais os argentinos não puderam nada.
.
fotos: Reuters

15 comentários:

carlos disse...

foi um belo jogo

Mano Guardanapo disse...

Esta afim de fazer uma parceria?

Raoni Frizzo disse...

Dá-lhe Milan!!! Eu achei sinceramente que a partida seria mais difícil, mas o Milan jogou muito no segundo tempo, principalmente a dupla Seedorf e Kaká. O título foi mais que merecido!

Parabéns pela matéria, Adílson. Ficou muito jóia e diferente!

Ah, a foto do dia também tá muito massa...hehehehehehe

Adilson Jorge disse...

Valeu, Raoni.

E dá-lhe MILAN!!!!!!!!!!!!!!!!!


Abraços

Eu... e os Cogumelos também disse...

gostei da matéria, ficou diferente do que eu ví nos jormais e televisão. Ficou interessante.

xD

betinha... disse...

Ooo moçu! hehe num vai da pra eu
dxar akeeelee coment akii pq
só gosto de futebol em época de copa! hehe..
maix a foto do Kaká fiko uma graçinha ali... hihihi

bjuh!

Pk Ninguém disse...

Não vi o jogo, mas acho que estão enchendo demais a bola do Kaká e já não é de hoje. Não que ele seja um jogador ruim, mas também não é o que querem que ele seja.

Raoni Frizzo disse...

Aí eu já acho que é uma questão de opinião. Vamos encher a bola de quem? Do Ronaldinho "máscara" Gaúcho, do Lionel "sem títulos" Messi?????

Uma coisa é fato, se o Kaká não tivesse nessa temporada o melhor jogador disparado do mundo, ninguém estaria comentando tanto assim sobre ele. Acho toda essa atenção merecida, pois ele ganhou vários títulos e muitas vezes carregou o time nas costas.

Enquanto ele for o melhor, vai ser o centro das atenções. Se ele decair, não será mais!

Adilson Jorge disse...

O Kaká é um jogador completo. Faz gol e ao mesmo tempo ajuda na marcação, nem que para isso corra o dobro do que gostaria e canse mil vezes mais do que necessitaria para continuar sendo o principal jogador do Milan.

É um jogador que pensa no time e não em bater recordes como tantos outros. Sua eficiência resulta em momentos como o de hoje: time ganhando ele na cara do gol preferiu tocar para que Inzaghi fizesse o gol. Duvido que o Ronaldinho Gaucho faria isso, afinal ele gosta de status... gol no final do Mundial ... né?

Mas como disse o Raoni, é uma questão de opinião.

Abraços a todos

Na conta! disse...

Milan é milan! :D

capinaremos@gmail.com (Marcos) disse...

''Eu vinguei meu Grêmio''
by Émerson

JulianaGomes disse...

Foi hoje que o Kaka recebeu o premio de melhor do mundo!! Muito bom o jogo.. calou a boca dos argentinoss, e detalhe: com um gostinho brasileiro!!

bjo

http://loucaliberdade.blogspot.com/

blog disse...

Eu lamentei.
Não por bairrismo sul-americano, mas porque toda a imprensa brasileira - de forma antiprofissional - torceu contra o Boca.
Não acho correto. Imprensa deve informar - não se posicionar.

Vergonhoso ver os desatinos de Galvão Bueno torcendo como moça desamparada contra os agentinos. Essa história de que há muitos brasileiros no Milan é controversa. Tão brasileiros que se recusaram, por arrgância ou não, a vestir a camisa de seleção na Copa América.
Enfim, é triste.

Não, não sou argentino. Só gosto de futebol e de honestidade. E a forma como o espetácilo foi conduzido foi desonesta.

Franz disse...

Domenica il derby sarà duro per l'Inter con questo Milan... Saluti dall'Italia e forza Fiorentina.

Glr Sport disse...

um jogo que nao parceu final por no geral as finais acabem em 1x0 foi um jogao