domingo, 10 de fevereiro de 2008

Badalação não!

NATAÇÃO

Após os Jogos Panamericanos do Rio, em 2007, todo os olhos da mídia estavam voltados na natação para Thiago Pereira, afinal, ele foi detentor de sete medalhas douradas, quebrando recordes e mais recordes da competição. Mas o que poucos puderam perceber, é que não está nele (Thiago) a nossa maior esperança de medalha na natação para os Jogos Olímpicos de Pequim, que serão realizados em agosto.

Sem tanta badalação, mas com uma performance espantosa, o paulista César Cielo é a maior aposta brasileira para assegurar uma tão sonhada medalha olímpica e apagar o fracasso da edição Atenas-2004, quando o Brasil não conseguiu uma medalha sequer no esporte. Natural de Santa Bárbara D'Oeste, no interior de São Paulo, Cielo nega o favoritismo e trata logo de lembrar que, além de estrear em Olimpíadas, é o mais jovem dentre os seus concorrentes.
.
"Eu me vejo numa fase de evolução no momento. Sou o mais novo dos velocistas que estão brigando por medalhas e isso me deixa numa situação confortável", diz o nadador.
"A pressão está presente, é claro, mas na minha cabeça a cobrança que eu tenho não chega nem perto da pressão que os mais velhos sentem. Estou tentando usar isso como vantagem", finalizou.
.
César Cielo passou a ser cogitado como um possível medalhista olímpico após espantar a todos no Pan do Rio de Janeiro, ao vencer os 50m livres com a impressionante marca de 21s84, apenas dois décimos atrás do recorde mundial, pertencente desde 2000 ao russo Alexander Popov. Mas mesmo com a excelente marca, Cielo não promete recordes e medalhas.

Para fugir dos assédios dos fãs e da imprensa, o nadador se "refugiou" na pequena e pacata cidade norte-americana de Auburn, no Arizona, que tem apenas 70 mil habitantes. Com isso, Cielo aproveita para viver uma vida tranqüila, voltada apenas para seus treinamentos diários e seus estudos. Ele cursa administração e espanhol. Para não perder a motivação, o atleta cola frases de reflexão para lembrar que todo sacrifício é válido para atingir as metas traçadas.

"Eu coloquei uma nova a poucos dias, que na verdade eu recebi de uma fã, por e-mail. Achei muito interessante e acabei colando na parede. A frase é 'Não desperdice a chance que você mesmo criou", diz o velocista. "A saudade da família bate, muitas vezes bate bem forte, mas é aí que entram minhas frases na parede. Eu sempre olho para elas como um guia que me mantém nos trilhos. Os objetivos precisam estar sempre muito claros, não só pra mim, mas pra minha família também. Um lado ajuda o outro".

Comendo pelas beiradas, César Cielo pode brilhar e aparecer apenas em agosto, no jogos de Pequim. Se isso acontecer, sem dúvidas será mais do que suficiente para orgulhar cada um de nós, brasileiros.

foto: Marcelo Pereira/Terra

4 comentários:

Nanda Kiedis Declama disse...

Eita, porém de qualquer forma continuarei torcendo pelo Thiago que é de minha cidade!

Bjs

will disse...

gostei bem organizado

Murilo disse...

Realmente, esse cara tem talento e vai dar muito trabalho ainda!

bob.loco disse...

legal hehehe

passa nu meu depois

http://ehtudoloco.blogspot.com