sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

O esporte nocauteado pelo terrorismo

RALI LISBOA-DAKAR

Mais uma vez a humanidade sofre com as temidas ameaças terroristas. A vítima da vez foi o esporte! A organização do Rali Lisboa-Dakar anunciou nesta sexta-feira o cancelamento da competição por falta de segurança no trecho que percorreria o país da Mauritânia. A informação foi veiculada pela France-Televisions, que é uma das patrocinadoras oficiais do evento.
.
A decisão do cancelamento foi motivada pela recomendação do governo francês, que alertava sobre a possibilidade de ataques no local. A competição de 2008 começaria amanhã (sábado) em Portugal, e terminaria no próximo dia 20, em Dakar, capital do Senegal. Os pilotos passariam pela Mauritânia entre os dias 11 e 19.
.
"Depois de trocar de opiniões com o governo francês - em particular com o ministro do Exterior - e tendo em conta suas firmes recomendações, os organizadores do Dakar tomaram a decisão de anular a edição 2008 do Rali, programada para acontecer do dia 5 a 20 de janeiro entre Lisboa e a capital senegalesa", disse o comunicado oficial da organização do rali. O comunicado ainda completou dizendo que diante das ameaças diretas contra os pilotos e da tensão política internacional, não se pôde pensar em uma outra solução razoável senão o cancelamento da prova.
.
Criado em 1979, esta é a primeira vez em 30 edições que o Rali é cancelado. Em outras ocasiões, a competição sofreu uma série de ameaças, mas que nunca forçaram igual a deste ano. Ao todo já foram registradas 47 mortes na história do eventos, sendo duas delas vítimas de conflitos africanos no Níger, na edição de 1997.
.
Em entrevista à rádio "Europe 1", Daniel Bilalian, diretor de esportes da "France-Televisions", comentou sobre a situação. "É um duro golpe, mas o bom senso prevaleceu", disse. "A ameaça na Mauritânia é bem real. Independentemente de fatores como audiência ou dinheiro, não temos como comprometer a vida dos competidores por causa de uma prova.", ainda completou.
.
Até quando o terror vai continuar assustando as pessoas do mundo inteiro e tirando o sono de todos nós? Lamentável.
.
foto: Christophe Ena/AP

3 comentários:

Adilson Jorge disse...

A falta de segurança é evidente em praticamente todas as edições do rali, já que não são raridades atropelamentos de moradores quando o campeonato entra na África. Tá aí - para mim - outra coisa que deve ser resolvida pelos organizadores.

Raoni, parabéns pela matéria!

Flash House Blog disse...

Na minha opinião deveria ter sido encontrada uma maneira de dar segurança aos competidores , O Cancelamento da prova abre um precedente ao terrorismo , e vale lembrar que é ano de Olimpiadas .

Abraço

CapinaremosRH@gmail.com (Zanfa) disse...

Realmente o terrorismo é uma praga em qualquer área, mas é melhor previnir do que acabar com muitos mortos e feridos. =/

E eu não vejo como acabar com isso, e acho que ninguém vê.