quarta-feira, 28 de novembro de 2007

O preço de uma conquista?

NATAÇÃO
.
Rebeca no Pan de 2003 e a mudança para o do Rio em 2007
.
Depois de ficar um tempo sem conversar com a imprensa, a nadadora Rebeca Gusmão resolveu soltar o verbo e em uma entrevista ao jornal Folha de São Paulo mostrou que as grandes mudanças em seu corpo têm um objetivo: o sonho olímpico. Para tal, deixou de lado a vaidade feminina – coisa que agora é contra – e diz que ser a única com o porte físico entre as atletas brasileiras gera incômodo.

A nadadora será julgada em dezembro por um exame feito no ano passado, e por um realizado em julho, no qual foi constatado um alto índice de testosterona. Para agravar ainda mais, foi constatado que em suas amostras colhidas durante os jogos do Pan havia dois DNAs, o que configura fraude e pena por doping.

Rebeca diz que recebeu apoio de outras colegas e sabe que algumas a criticam pelas costas. Segundo a nadadora, seu corpo é visto como diferente apenas no Brasil, quando se comparada a uma mulher comum. Fora do Brasil, diz, é comum atletas terem grande massa muscular e que para realizar o sonho de ir à Olimpíada, precisa brigar com as outras atletas que também são grandes. De acordo com Rebeca, ela escuta dos dirigentes frases como: “vamos botar você para abrir porque é a única que pode enfrentar essa cavalada”. Por ser única, a nadadora diz que é incompreendida pelas outras atletas que se preocupam com a vaidade mais do que com o esporte. Porém, até mesmo para ela Pequim 2008 está deixada de lado já que o processo é a prioridade. “Não sei se tenho a expectativa de ir a Pequim”, disse a Folha.

Arrependimento diz não ter. “Se voltar a competir, quero voltar até mais forte”, declarou. A defesa já se prepara para conseguir o retorno de Rebeca às piscinas. Irão questionar o laboratório no qual foi realizado o teste de 2006 e pedir a análise da amostra B. A nadadora diz que pensa positivo e que, entretanto, já amadureceu a idéia de que pode ser banida do esporte. “A vida continua”, completou. Caso Rebeca seja suspensa, perderá os dois ouros do Pan, os únicos de uma mulher na natação brasileira.

4 comentários:

capinaremos@gmail.com (Marcos) disse...

Tem muito nadador que não chega perto do porte físico da Rebeca na foto da direita. MONSTRO!!!

Coisas de Homem disse...

Capinaremos: Tem muito lutador de vale tudo que não tem esse porte físico!

Anônimo disse...

é complicado....A defesa dela da desfunção hormonal pq de policisto no ovário é ineficiente, pq o testoterona axado é exógeno...Já tive até uma namorada com esse problema, e ela não virou uma cavala, kk, mas tinha umas pernas maravilhosas...bem deixa isso pra lá...hahahaha
Abço.
http://dapleura.blogspot.com

... Raphael disse...

é dificil comentar com essas imagens ... chegar a ser grotesco ... huahua
Abraço